2008-12-15

Everything Is Made In China

Texto e imagem anteriormente publicados no Flickr no Natal de 2007.



Os chineses da mercearia nem quiseram saber que era Natal, feriado ou o que mais fosse. Para eles, era apenas mais um dia bom para faturar. A loja era o único local de movimento de pessoas no raio de três quarteirões. Famílias inteiras de animados chineses conversavam e riam, dentro e fora dela.

Nas prateleiras, uma quase avalanche de produtos novos, sempre e cada vez mais exuberantes e mais interessantes. Uma revolução no consumo. Ao contrário de tantos produtos alimentícios japoneses, com embalagens que aos poucos foram ocidentalizadas até o ponto de ficarem banais e perderem toda a classe, os produtos chineses retêm um espírito tradicional, mas agora são feitos com alta tecnologia em novíssimas fábricas ultramodernas. Suas embalagens, apropriadamente, refletem os novos tempos com um salto espantoso na sua qualidade gráfica. Brilham com empolgação inédita em seus chamativos tons vermelhos e dourados, letras dispostas de maneira conservadora, tudo amarrado por ornamentos neoclássicos. Ainda há designs com cara de serem anteriores à Revolução, mas o estereótipo fácil da tosquice gráfica se dissipou magicamente numa mistura frenética de cores e formas de todas as épocas do século, às vezes juntas num mesmo produto. Em sua entusiasmada mistura de futurismo e nostalgia, revelam uma peculiar inocência que os demais orientais não possuem mais. Os rótulos arriscam um gracioso inglês quebrado, acidentalmente poético e excessivamente confiante: "The Health Benefits of Tea Drinking"...

Paguei as compras com meu dinheiro prestes-a-se-tornar-chinês, tirei a trava chinesa da minha bicicleta, também feita na China, e subi pedalando a rua, pensando em tirar a camiseta chinesa, remover alguns produtos da mochila chinesa, escaneá-los com o scanner chinês, editar as imagens no computador chinês com o mouse chinês, experimentar a cerveja chinesa, digitar um texto de acompanhamento num teclado chinês, e ver o resultado de tudo num monitor... coreano. Mas que fatalmente será substituído por outro produzido na China.

Um dia no futuro, seremos todos chineses.


ODE TO 21st CENTURY CONSUMERISM
In Modern Chinese-Style Broken English
By M. A.

Luminous Becoming of Multiple Possibilities,
Healthsome Plentiful Achievement, Multitudinous Progress,
Out of Industrial Prowess: Emergence of Popular Wealth.

There Is One Glorious Attainment. Bright Light of Our Fulfillment.
This, Right of Every and Each Citizen of the People.
Hard Effort and Plain Multitudinous Numbers of Workmen.

Seeking Together in Harmony One Clear Goal of Beauty;
The West Asks for Some Goods. We Simply Build Whatever They Need.
Out of This Arises a Vast, Complete Material System.

Our Power Lies in this Eclectic Prowess of Thing-Making.
Our Weakness Not to Enjoy That Ourselves as Well as Them.
Rejoice! Plenty There Is for All and Ever Starting Right Now.

The Wide Whole World Speaks Now by a Single, Precious, Lovely Phrase,
Embedded Into Every Material Thing There Could Be,
Repeated All Over the Land & All Below the Heavens.

Three Words of Guidance, of Wisdom, Reality, Truthfulness,
Final Step for All Generations of Marketing Slogans,
Veritable Soul Motto, Celestial Heavenly Statement:

Made In China! Made In China! Made In China!


Artigo selecionado pelo

2 comentários:

  1. gostei da data no formato viena.

    ResponderExcluir
  2. eu ainda gostaria de ver um livro só sobre publicidade chinesa.

    ResponderExcluir